quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Novas colaboradoras!.. (E o Projeto só cresce!!)


Olá Amigos e Colaboradores!!
É com alegria que trazemos a vocês uma novidade!!
As Dras. Tatiane Tie Hato e Juliana Didiano são médicas veterinárias e as mais recentes colaboradoras do Projeto Cão Sem Fome!..
Ambas contribuirão com algumas ações específicas com os cães relacionados ao Projeto e a Dra.Tatiane estará conosco quinzenalmente, às 5a.s feiras, aqui no blog, postando sempre sobre temas de interesse a todos que têm e aos que pretendem ter um cão e também sobre assuntos relacionados à causa animal, de forma geral!
Ela também escreve em seu próprio blog: http://cantodofocinho.wordpress.com/ , vale a pena conhecer!
Sejam muito bem-vindas!!

Segue o primeiro post desta coluna que, temos certeza, esclarecerá muitas dúvidas e ajudará bastante os proprietários a cuidarem de seus cães de forma mais adequada e consciente!!
Você quer mesmo um animal de companhia?*

Olá, amigos do Projeto Cão Sem Fome!
Neste primeiro post darei algumas orientações sobre certos cuidados que devemos ter com os nossos peludos. Antes de decidir adotar ou comprar um animal, todos devem saber o que eles exigem de nós, e que por muitos anos dependerão unicamente da gente para terem saúde e serem felizes. 

Sou médica veterinária e observo, no consultório, algumas pessoas demonstrarem arrependimento em ter um animal de companhia. Os filhotes são mesmo irresistíveis à primeira vista, mas o que alguns proprietários esquecem é que eles crescem, podem nos desobedecer e outros nem aprendem assim tão facilmente.
Os cães latem, os gatos podem arranhar nossos sofás, os pelos caem pela casa e o xixi pode ficar fora do lugar. Os bichos também ficam doentes e precisam do nosso cuidado e do seu amor. Eles vivem muitos anos, adoecem às vezes e ficam velhinhos.

Quem puder encarar tudo isso, certamente viverá uma história de amor sem fim. Quem tem dúvida, falta de tempo ou  paciência  não deve assumir esse compromisso. Por menor que seja o cuidado que tiver com seu animal de estimação, ele vai gostar de você, vai querer ficar sempre por perto e ficará muito triste se você o abandonar.
Abaixo, algumas informações importantes sobre cuidados que você deve ter com seu “melhor amigo”.

Vermifugação:
- Iniciar a partir de 30 dias de vida e repetir de acordo com a orientação do veterinário;
- Frequência: no mínimo a cada 6 meses durante toda a vida do animal;
- Importante: alguns vermes, como Giardia e Isospora, necessitam de tratamento com antibiótico específico, além da vermifugação.

Vacinação:
- Início: 45 a 60 dias de vida, com intervalo entre 21 a 30 dias entre cada dose;
- Antes de completar um ano de idade, é importante que o filhote seja vacinado com 3 ou 4 doses  de V8 ou V10, sendo o reforço anual;
- Cão acima de um ano de idade e nunca antes vacinado, recomenda-se duas doses de V8 ou V10, com intervalo de 21 a 30 dias, sendo o reforço também anual;
- A vacina de Raiva é anual, sendo a única vacina obrigatória caso pretenda viajar com seu animal no Brasil ou exterior;

- Importante: as vacinas devem ser aplicadas sempre pelo veterinário de sua confiança.

Alimentação:
- 4 refeições/ dia até o animal completar 6 meses, 2 a 3 refeicões/ dia após 6 meses;
- Petiscos e ossinhos: oferecer com cautela, pois podem prejudicar as refeições;
- Frutas: evitar somente frutas ácidas;
- Ração: deve ser para filhotes até seu animal completar 1 ano de idade;
- Alimentos proibidos: cebola, chocolate e doces em geral, fritura, molhos, etc.

Prevenção contra pulgas/carrapatos e outras doenças:
 - Pulgas e carrapatos: mensalmente, independentemente de achar os parasitas no animal. Medicamentos indicados: Practic, Frontline, Revolution, Pró-meris, Max 3;
- Dirofilariose (“verme do coração”): mensalmente, caso o animal tenha acesso à região litorânea. Opções de medicamentos: Endogard, Milbemax, Top Dog, Cardomec (uso oral); Revolution ou Max 3 (uso tópico).
- Leishmaniose: caso animal viaje para o interior de SP e Minas, usar coleira Scalibor.

Cuidados com a higiene:
- Banhos: animal de pelo curto a cada 7 dias, animais de pelo longo a cada 15 dias, ou a critério do médico veterinário;
- Limpeza das orelhas: usar limpador auricular e limpar apenas com algodão;
- Limpeza dos olhos: usar solução fisiológica ou água filtrada.
                               *Texto redigido por Tatiane Tie Hato

Não deixem de acompanhar às 5as. feiras, quinzenalmente, as colunas da Dra. Tatti por aqui no blog!
Mandem dúvidas e sugestões de temas para posts!!
 
Equipe Cão Sem Fome

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!