quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

ALERTA: fogos de artifício

Olá Pessoal!!

Assunto sério hoje.

O fim de ano vem aí, muitas festas, comemorações, presentes, comilança, bebeira.. Todo mundo já sabe o que nos aguarda nessa época do ano e sabemos também que os fogos de artifício são bastante utlizados e, junto com eles, uma série de infelicidades acabam acontecendo se não tomarmos alguns cuidados...

De fato, os fogos de artifício são uma tradição e, no máximo, podemos escolher se vamos ter uma queima de fogos nas NOSSAS comemorações ou não. Já a da vizinhança, não temos como evitar, mas temos sim como tomar algumas medidas para poupar nossos animais de passarem pelas situações mencionadas a seguir!

Não é nada incomum que durante das festas de Natal e Reveillon, cães, gatos e outros animais sofram intensamente com o barulho excessivo ao qual ficam expostos, portanto, estejamos atentos!

Vejam os perigos e as principais consequências dos fogos de artifício, mencionados pelo PEA, em artigo que vale muito a pena ler na íntegra (acessando aqui!):

Fugas: perdidos, eles podem ser atropelados ou mesmo provocar acidentes.

Mortes: enforcando-se na própria coleira quando não conseguem rompê-la para fugir ou mesmo, ao tentarem passar por vãos pequenos, atirando-se de janelas, atravessando portas de vidro, batendo a cabeça contra paredes ou grades.

Ferimentos: quando atingido ou quando abocanham rojão achando que é algum objeto para brincar.

Traumas Emocionais: resultando na mudanças de temperamento para agressividade.

Ataques contra os próprios donos e outras pessoas.

Brigas com outros animais com os quais convivem inclusive.

Mutilações: no desespero de fugir, atravessando grades e portões.

Convulsões (ataques epileptiformes).

Morte e alteração do ciclo reprodutor dos animais da fauna silvestre.

Afogamento em piscinas.

Quedas de andares e alturas superiores.

Aprisionamento indesejado em lugares de difícil acesso na tentativa de se protegerem.

Paradas cardiorrespiratórias

Riscos graves o suficiente para que tenhamos todos uma postura bem cuidadosa, né?

Vejam as recomendações preciosas do PEA:

* Acomode os animais dentro de casa, em lugar onde possam se sentir em segurança, com iluminação suave e se possível um radio ligado com música.

* Fechar portas e janelas para evitar fugas e acidentes fatais.

* Para abafar o som, coloque cobertores pesados ou mesmo um colchão tampando a janela. Pode forrar o chão com cobertor e cobrir o bichinho com um edredom.

* Forneça alimentos leves, pois distúrbios digestivos provocados pelo pânico podem matar (torção de estômago, por exemplo).

* Procure um veterinário para sedar os animais no caso de não poder colocá-los para dentro de casa. Animais acorrentados acabam se enforcando em função do pânico.

* Alguns veterinários aconselham o uso de tampões de algodão nos ouvidos que podem ser colocados minutos antes e tirados logo após os fogos.

Específico sobre os Cães

* Não deixe muitos cães juntos, pois, excitados pelo barulho, brigam até a morte. Tente deixá-los em quartos separados.

* Antes da queima de fogos, leve seu animal para perto da tv ou de um aparelho de som e aumente aos poucos o volume de tal forma que ele se distraia e se acostume com um som alto. Assim não ficará tão assustado com o barulho intenso e inesperado dos fogos.

Seja um dono responsável e atento: é de sua obrigação garantir a segurança do seu animal!

Ajude na divulgação destas informações!!
E, claro, Boas Festas!


Equipe Cão Sem Fome

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!