quinta-feira, 28 de março de 2013

Leishmaniose - o cão não é o vilão


Na última terça feira dia 26/03, Glaucia, a coordenadora do Projeto, esteve no seminário sobre Leishmaniose organizado pela ONG Ampara Animal, com a participação da ONG Arca Brasil e o palestrante Dr André Luiz Soares da Fonseca.


Com uma linguagem acessível, o Dr Andre Luiz prendeu a todos até as 22:30, dando explicações muito importantes para protetores, veterinários e donos de cães sobre essa doença.

O Cão Sem Fome traz para vocês algumas informações importantes sobre esse tema através deste texto, escrito pela própria Glaucia.

A nossa política pública de saúde hoje faz eutanásia em animais portadores da Leishmaniose. Significa que, se o veterinário descobrir que seu cãozinho foi infectado, ele é obrigado a comunicar os órgãos competentes que irão em sua casa buscar o animal para ser eutanasiado.
O Brasil é o único país que age dessa forma, então nossa luta na proteção animal é pelo direito de tratar a doença. Ou seja, se você é um dono que tem condições e quer tratar, hoje você não pode. Não são fabricados, nem importados, no Brasil, remédios específicos para a Leishmaniose.
A ONG Arca Brasil está fazendo uma campanha para mudar essa lei.
Objetivos da campanha
- Revogação da portaria Interministerial 1426/98 (que proíbe o tratamento dos animais infectados ou doentes).
- Revisão do atual programa de vigilância e controle da Leishmaniose Visceral, dando ênfase ao controle do mosquito vetor.
- Proteger e defender os direitos dos animais, em particular o cão, hoje um membro da família.
Esse último item particularmente, vem de encontro aos valores do Cão Sem Fome, que busca um acolhimento amoroso e digno a todos os animais, entendendo que vivemos uma mudança social onde os pets passaram a ser membros da família.
Apenas com a união de todos podemos sensibilizar as autoridades sobre o tema. 
Você pode assinar a petição no site: http://www.ocaonaoeovilao.org.br/Peticao/

A Leishmaniose é transmitida através da picada de um mosquito e não pelo cão. 
Portanto, a solução é acabar com o mosquito e não matar o cachorro.
Nos últimos 50 anos, as políticas públicas de combate à Leishmaniose no país têm se caracterizado por privilegiar interesses econômicos e políticos e não o foco da doença que é o mosquito.
O resultado é um programa ineficaz, com condutas limitadas e insuficientes, punindo os animais – em especial o cão – desperdiçando recursos importantes e colocando em risco toda a sociedade.

A Leishmaniose é uma zoonose, que ataca mamíferos em geral. Dentro dessa visão, qualquer mamífero infectado pode ser transporte da doença, inclusive nós seres humanos.
Ela não é contagiosa por contato. Uma pessoa pode passar o tempo todo fechado no quarto com um cão infectado que não irá pegar a doença, se não houver o mosquito transmissor.
É uma doença negligenciada porque ataca as camadas mais humildes da sociedade. O mosquito gosta de lixo, de terra e árvores e é encontrado nas áreas mais pobres e abandonadas.
A doença é sexualmente transmitida, portanto a castração impede a sua proliferação.

A prevenção ainda é a melhor solução. O mosquito gosta do crepúsculo, portanto evite sair com seu cão ao nascer ou por do sol. Não leve seu cão para áreas ou cidades infectadas. 
Informe-se!
Coloque telas nas janelas e espalhe vasos de citronela no quintal.
Limpe o quintal: remova folhas caídas, fezes de animais e, principalmente, lixo.
Também é interessante colocar no seu animal coleiras, sprays e outros tipos de repelentes. A vacina existe e pode ser aplicada a partir dos 4 meses de idade. Como as outras vacinas, o cão deve ser revacinado anualmente.

Se o seu animal for infectado, você pode entrar na justiça pelo direito de tratá-lo. No site da Arca Brasil você encontra orientações jurídicas para isso: http://ocaonaoeovilao.org.br/acampanha.html
Também é importante saber que NINGUÉM pode tirar um animal de dentro de sua casa ou terreno sem um mandado de segurança, o que lhe dará tempo de se defender. 
A eutanásia de uma animal só pode acontecer com a permissão de seu dono. 
Defenda-se! 


O Cão Sem Fome apóia a Campanha da Arca Brasil e parabeniza a todos envolvidos por essa iniciativa.
Está na hora de mudar a legislação e acabar com a morte de tantos cães indefesos. Existe tratamento e nós queremos o direito de tratar nossos animais com a dignidade e o amor que eles merecem.
Entre no site da Arca Brasil e participe dessa Campanha. Você doa alguns minutos do seu tempo e poderá salvar muitas vidas.

Glaucia Lombardi
Coordenadora do Cão Sem Fome

segunda-feira, 25 de março de 2013

Vacinação no Quintal da D Cecilia



Dia 24/03/13 realizamos a vacinação no Quintal da D Cecilia. 
A coordenadora do Projeto, Glaucia, junto com os veterinários Dr. Carlos, Dra. Vivian e as voluntárias Andressa e Andrea estiveram lá a manhã toda vacinando os 51 cães quem moram nesse Quintal.


Com esse, agora são 3 Quintais protegidos, o que nos deixa muito felizes, pois sabemos da importância de fazer uma vacinação anual e de qualidade nos peludos. 

Aproveitamos a oportunidade para levar 320 Kg de ração, ainda parte da doação recebida da Eukanuba, que vão completar a alimentação de todos até o fim de abril.

Nesse Quintal fizemos o acolhimento de uma mãezinha com sua ninhada de 9 filhotes que estão crescendo fortes e em breve estarão para doação.




Por enquanto a gente apenas se deliciou com a companhia desses peludinhos, porque para quem gosta de cachorro estar assim cercado desse carinho é tudo de bom!
Obrigada aos voluntários que trabalharam nesse dia e a todos que ajudam o Cão Sem Fome, para que possamos sempre realizar um atendimento de qualidade aos nossos protegidos.

Equipe CSF

segunda-feira, 18 de março de 2013

E a nossa família cresceu um pouquinho hoje.



A família Cão Sem Fome cresceu mais um pouquinho hoje, quando firmamos uma nova parceria, com outro protetor independente que procurou nossa ajuda.

O Sr Noca mora na Zona Leste de São Paulo, aonde mantém 45 cães. Ele é aposentado e catador de material reciclado. Com esse trabalho, esse senhor muito simpático sustenta seus cães e ajuda outros tantos mantidos em uma chácara.
Apaixonado por animais, Sr Noca já chegou a ter 400 cães!
Hoje ele abriga na sua maioria cães velhos, adultos ou grandes. Todos nós sabemos da dificuldade em achar um lar para animais com essas características, principalmente na cidade, onde os espaços são reduzidos e a maioria das pessoas prefere cães pequenos e novos.





Os cães vivem soltos no terreno do Sr Noca, onde ele também guarda a reciclagem, sua única fonte de renda. O espaço é bem amplo e acomoda animais de grande porte.
O  Cão sem Fome já havia recebido esse pedido de auxilio há algum tempo, mas só agora conseguimos assumir mais um compromisso, graças a colaboração dos nossos parceiros e principalmente aos nossos coletores de ração, distribuídos em vários Pet Shops.
A ração levada hoje para o Sr Noca pela coordenadora do Projeto Glaucia, foi uma doação do Bichanus Pet Shop, que graças a uma parceria com seus clientes nos enviou 110Kg de ração.


Agradecemos a todos que colaboraram para que isso fosse possível.
Mensalmente o Cão Sem Fome irá fornecer uma parte da ração que o Sr Noca precisa para alimentar a sua galera. Essa ração será arrecadada através dos nossos coletores, espalhados em vários estabelecimentos.
Agora o Cão Sem Fome atende 380 animais!
Portanto, não deixe de fazer a sua doação. 
Quanto mais arrecadarmos, mais poderemos fazer pelo Sr Noca e sua grande família.


Equipe CSF

sexta-feira, 15 de março de 2013

Jessicão Pet Educacional



O Projeto Cão Sem Fome agora tem mais um coletor de ração na Zona Sul. Acaba de formar  parceria com o Jessicão Pet Educacional, localizado na Av. Santo Amaro, 3472, Brooklin, entre as Ruas Guararapes e Indiana.


O Jessicão Pet Educacional difere dos demais pet shops, pois além de oferecer o que a maioria dos Pet shops oferecem, desenvolve um projeto muito interessante onde socializa crianças (especiais ou não) através do contato com os animais, ensinando as no trato de cuidados essenciais como: alimentação, respeito e higiene. E a criançada adora!!! Este serviço pode ser prestado individualmente ou à grupos escolares.
Educar a criançada, para amanhã termos adultos melhores!



O Jessicão Pet Educacional também ministra cursos de banhista, tosador e estética animal!

Agora você que mora na Zona Sul não tem mais desculpa para colaborar com o Projeto Cão Sem Fome, vá visitar o Jessicão Pet Educacional e faça uma doação de ração ao nosso Projeto. 

São 340 peludos abanando o rabinho para você!

Equipe CSF

quarta-feira, 13 de março de 2013

Cãominhada do Dia da Mulher


Nesse domingo dia 10/03 aconteceu a nossa já conhecida Cãominhada. A cada evento buscamos trazer novidades e desta vez não foi diferente.
Em comemoração ao Dia da Mulher houve sorteios para as pessoas que colaboraram com a nossa Campanha de Arrecadação de Ração. Através dela conseguimos 100Kg de ração que serão distribuídos aos peludos atendidos pelo Projeto.
Também fizemos a gravação do vídeo Harlem Shake: uma grande brincadeira que contou com a participação dos cães e seus tutores fantasiados e enfeitados dançando e fazendo a maior festa.


Realmente foi uma festa muito animada que já faz parte do nosso calendário mensal de eventos: acontece uma vez por Mês, sempre no terceiro domingo, portanto programe-se para a próxima Cãominhada em Abril.
Veja as fotos desta festa!










































Valeu galera!

Por toda colaboração, animação e alto astral!..

Foi muito divertido!
Equipe CSF