segunda-feira, 17 de junho de 2013

Solidariedade e Cidadania



Em uma semana repleta de movimentações, o Cão sem Fome comemora duas grandes mobilizações para o bem, que você pode conferir no nosso site.
A primeira foi realizada pela loja Kamppala, que abriu suas portas para o Cão sem Fome vender seus produtos, cuja renda é revertida para os animais assistidos pelo Projeto.
A outra foi organizada por um grupo de frequentadores de uma praça da Zona Sul, que se reuniram para arrecadar doações para a gente.
O que as duas tem em comum? Pessoas comuns, arregaçando as mangas e fazendo a diferença.
Por isso quero compartilhar com vocês esse texto maravilhoso de autoria de Cecília Berner, voluntária do CVSP, totalmente pertinente aos acontecimentos que todos estamos vivendo.


Solidariedade e Cidadania

A Solidariedade brota do coração grande e generoso, enquanto a cidadania é fruto da mente racional e esclarecida.

A solidariedade ao deparar com a pobreza diz: quero acolhê-lo, alimentá-lo, abrigá-lo e educá-lo, porque é um ser humano como eu, e não posso vê-lo sofrer. A cidadania ante a exclusão social se manifesta contra a corrupção e a favor de uma sociedade mais justa, porque a pobreza de muitos prejudica a todos.

A solidariedade doa para a cultura e para as artes porque quer oferecer algo a comunidade. A cidadania preserva o patrimônio artístico e cultural porque assume seu papel de dono, e se o dono não cuida, quem cuidará?

A solidariedade floresce nas crises e emergências, enquanto que a cidadania se exerce no dia a dia.

A cidadania é obrigação de todos, enquanto que a solidariedade é vocação de alguns.

Podemos educar jovens para a cidadania, enquanto que para a solidariedade só podemos sensibilizá-los.

A solidariedade engrandece o homem.

A cidadania constrói a sociedade.

As duas juntas podem resgatar a dívida social de uma nação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!