domingo, 4 de agosto de 2013

Evento de Adoção - As responsabilidades de cada um


Hoje em dia vejo muita gente se dizendo “Protetor de Animais”, mas poucos realmente se comportando como tal.

Em um Evento de Adoções sempre aparecem pessoas querendo “divulgar” animais e não adotar.

Alguns dizem que são Protetores e resgataram aquele animal e agora precisam colocá-lo para adoção. Até ai tudo bem. Qualquer pessoa, comovida pela situação de um animal pode recolhê-lo, e não podendo ficar definitivamente com ele, colocá-lo para adoção. Só que a partir do momento que este animal está com você, ele é de sua responsabilidade e você deve ter a consciência que seus atos irão traçar para sempre o destino desse ser e de outros que ele possa vir a gerar.

É obrigatório por lei doá-lo castrado. Isso é importantíssimo! Só assim você vai garantir que esse animal não procrie e dê origem a muitos outros abandonos. Lembre-se: Não há lares para todos os animais abandonados. Esse animal teve a sorte de ter encontrado você em seu caminho, porém, para cada animal resgatado, quantos morrem vítimas da crueldade e do abandono?

Para doá-lo, ele também deve estar vacinado. Isso não é garantia de saúde, mas diminui bastante as chances desse animal estar doente, ou ser contaminado.

Existe uma lei que regulamente Eventos de Adoções, orientando Protetores sérios como proceder: Leia aqui!

Se você não é Protetor, mas tem um cão ou gato para doar, isso também se aplica a você!

Vejo uma preocupação maior em se castrar a fêmea, porque o problema acaba sendo do proprietário do animal, mas a castração do macho é ainda mais importante! Quantos filhos, em diferentes fêmeas um macho solto na rua pode fazer? Você já pensou no tamanho do problema?

Se você não foi responsável e não castrou sua cachorrinha e ela deu cria a 10 filhotes, você não pode colocá-los em uma caixa e despejá-los em uma Feira de Adoção, ou na porta de um Pet Shop.

Você tem que vaciná-los, castrá-los e depois doá-los. E castrar também a sua cachorra, porque você vai descobrir que é muito mais fácil castrar um animal do que 10. Agora, doar todos esses animais sem castração, apenas para se livrar do problema que você mesmo arrumou é crime.

Se você não quer mais seu cão, você não pode abandoná-lo em qualquer evento de doação. Mesmo se ele estiver vacinado e castrado, ele continua sendo sua responsabilidade até ser doado.

O mínimo a ser feito, é você dispor de seu tempo e levá-lo nesses eventos, acompanhar o processo de adoção, divulgá-lo por todos os meios possíveis, até conseguir um novo lar.

 
Se você é um Pet Shop e quer promover um Evento de Adoção, faça parcerias com Protetores sérios, que tem animais bem cuidados e se comprometem com a vida, seguindo as normas existentes para adoção.
 

Se você for adotar, prestigie trabalhos responsáveis como o do Cão Sem Fome, só adote cães vacinados e castrados. Não contribua para o abandono e para as fábricas de filhotes!

Vamos praticar a verdadeira proteção animal!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!