terça-feira, 1 de abril de 2014

Sentir, mesmo sem ver.


Neste dia eu estava bem irritada. Tinha ido fazer a visita de rotina ao Quintal da D Silvia quando me deparei com mais uma ninhada de 4 filhotes e a mãe, recém chegados.
A D Silvia já tinha acolhido mais de 40 filhotes abandonados covardemente na sua porta no último mês e eu não sabia mais de onde tirar dinheiro para cuidar de todos eles. Além da ração para filhotes que custa caro, todos estavam sendo castrados, alguns em campanhas da Prefeitura e alguns em veterinários pagos por falta de vagas. Mas o pior de tudo, era a vacinação que consumia recursos que não tínhamos mais. Cada filhote precisa de três doses de vacina V8 importada + raiva e os gastos já tinham superado o previsto fazia tempo. Isso sem falar no espaço para abrigá-los: O berçário estava lotado e não sabíamos mais onde colocar cachorro.
Nesse panorama desesperador, a última coisa que precisávamos era de mais filhotes. Pior, esses não haviam sido abandonados na sua porta, ela foi buscar! A D Silvia ficou sabendo que uma mãezinha tinha dado à luz em um matagal e foi à sua procura em uma noite de tempestade. Vasculhou o matagal inteiro, durante uma semana, até que achou a mãe e os filhotes que trouxe em segurança para sua casa.
Na minha cabeça eu só pensava, que já havia cães demais sendo abandonados na porta todos os dias e não era necessário sair procurando mais nenhum, até que ela me disse: “Olha filha, eu não posso saber! Se alguém me conta que um animal está sofrendo, eu não descanso até conseguir ajudá-lo. Só assim posso dormir em paz.”
Palavras de uma mulher simples, que me fazem agradecer a Deus todos os dias por fazer parte do Cão sem Fome, que me torna mais humana e não me deixa fechar os olhos para o sofrimento ao meu redor.
Há pessoas que precisam ver o sofrimento de perto para conseguir sentir. Poucas pessoas tem o privilégio de sentir, mesmo sem ver. 
D Silvia é uma delas.


Para ajudar a D Silvia acesse nosso site e faça sua doação, ou use os botões da lateral esquerda desse blog para doar ração, vacinas ou nos ajudar nas despesas dos filhotes acolhidos.
Qualquer dúvida mande um email para caosemfome@gmail.com

Glaucia Lombardi
Coordenadora do Cão sem Fome
(na foto, D Silvia com a mãezinha resgatada)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!