quinta-feira, 25 de setembro de 2014

MInha casa é um Lar Temporário

Recebemos essa linda história e queremos compartilhar com vocês! Ela é tão perfeita para fechar o Mês que dedicamos aos adotantes... Você com certeza vai se apaixonar!

Minha casa é um LT (lar temporário)
Nos últimos dois anos minha vida deu uma volta de quase 360 graus. Divórcio, mudança de cidade, desemprego, aborto, problemas de saúde... Tristezas imensas com as quais meu coração sangrava.  A família se fez presente, os amigos queridos também. Fui cercada por cuidado e amor. E recomecei... É preciso recomeçar sempre.
E nesse recomeço, eu tomei a decisão de fazer algo que era um desejo antigo. Não só admirar e defender ‘virtualmente’ a causa animal, mas fazer algo real e me juntar a tantos outros que saem da inércia e defendem, lutam, acreditam e salvam vidas. Vidas que não sabem usar a linguagem formal, que mas que imploram, pedem e sonham com lares felizes, cuidado, comida e amor, assim como nós, os ‘animais racionais’.
Eu resolvi abrigar em minha casa cães que esperam adoção. No momento estou com duas hóspedes. Moradores definitivos aqui já tenho uma cadelinha e dois gatos. Outros dois hóspedes já passaram pela minha casa, meu quintal, meu coração e hoje dormem felizes, pois encontraram um lar definitivo.
Algumas pessoas me perguntam a razão de abrigar e amar cães que não são meus.Cães de rua, vira latas. Confesso que essa resposta é complexa e ao mesmo tempo simples e bela. Esses que abrigo, são os que mais precisam, ainda não conhecem o amor de um dono, o cuidado, a proteção de um lar. Eles chegam assustados, quietos, ainda com o medo que aprenderam  do sofrimento nas ruas. Mas em pouquíssimo tempo tomam conta por completo do espaço, da casa, do meu coração. 
Isso significa ter trabalho?? SIM!!
Preciso de um cuidado maior com a higiene da casa, gasto um pouco mais com produtos de limpeza, e também um pouco mais de tempo para limpar tudo, alimentá-los, juntar os brinquedinhos que encontro pela casa quando chego...
Mas a recompensa é algo que não tem preço. A alegria deles ao me ver chegar, pulam, abanam os rabinhos, me cheiram, lambem, é a melhor recepção que alguém pode ter. É uma alegria gratuita que me enche de paz, de felicidade, de energia. Eu sei que estão aqui só de passagem, mas nem por isso me amam menos, ou eu a eles. E essa troca tem me ensinado muito.
Os animais nos mostram o que realmente importa na vida. O tempo que gastamos com alguém, o quanto de nós estamos dispostos a dar. As decepções que sofremos pelas próprias expectativas que criamos. As responsabilidades que são nossas e que muitas vezes transferimos para os outros.
Meus ‘hóspedes’ transformam minha vida a cada instante. E quando um se vai para seu lar definitivo, leva um pedaço do meu coração que sempre será dele, por conquista e direito. Mas também deixa aqui lições de afeto, companheirismo, alegria, solidariedade e um imenso amor.
E por mais que eu tente, todas as palavras do mundo não poderão explicar a você isso que eu sinto. Mas se você quer experimentar tantos sentimentos positivos e sentir sua vida cheia de luz e alegria, abrigue um desses peludinhos. Ele vai te provar tudo isso e você vai poder entender e vivenciar a mágica de um amor absolutamente gratuito, livre, e incondicional, ainda que temporário.
Experimente, e depois me conte!

Deise Areias
Natal/RN

Agradecemos à Deise por contar sua história para a gente. Que esse gesto de amor, inspire outras pessoas a ajudarem mesmo que não possam adotar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!